fbpx

Livro – Moçambique

Muita gente acha que a música não dá oportunidade para ninguém. Mas Marcelino discorda! Foi graças a ela que o violonista do interior de São Paulo teve a chance de viver quase um ano em Moçambique, na África. Ali, dançou Marrabenta, ensinou crianças, conheceu a história do Rei Mocho, tocou chitende e visitou Mafalala. As descobertas, inclusive os segredos das deliciosas badjias, ele conta no livro Marcelino vai a Moçambique, segundo título da Sustenidos Organização Social de Cultura sobre a experiência no MOVE (Musicians and Organizers Volunteer Exchange).

Desde 2015, o MOVE é realizado no Brasil pela Sustenidos Organização Social de Cultura, instituição gestora do Projeto Guri no interior, litoral e Fundação CASA. A cada ano, seis jovens ex-alunos e educadores do Projeto Guri – maior programa sociocultural brasileiro, mantido pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo – passam uma temporada de dez meses nos outros países participantes: Noruega, Malawi e Moçambique. Da mesma forma, a cada ano, seis jovens músicos e musicistas desses países passam dez meses trabalhando como voluntários nos polos de ensino do Projeto Guri e em outras organizações parceiras.

Marcelino vai a Moçambique é o segundo título de uma coleção formada por três volumes, que conta também com Carolina vai ao Malawi, lançado no dia 10 de maio e Laura vai à Noruega, previsto para o dia 10 de agosto. Alessandra Costa assina os textos de todos os livros, mas os ilustradores são distintos e seguem o perfil de cada fascículo.